Marketing: Falando sobre produto e consumidor

De acordo com Semenik, Richard e Bamossy Gary (1995) em Princípios de marketing: uma perspectiva global, “produto é um conjunto de atributos tangíveis e intangíveis, que proporciona benefícios reais ou percebidos, com a finalidade de satisfazer as necessidades e os desejos dos consumidores”.

Percebe-se na argumentação destes autores em primeiro plano, um foco no produto, e posteriormente o foco nos consumidores. O conceito proposto pelos autores, se valida por ter como finalidade maior a satisfação do consumidor, contudo, algumas ressalvas são cabíveis para fortalecimento do raciocínio. Por exemplo: “Produto é a materialização de um conjunto de benefícios”, ou também, “Produto é a extensão das carências humanas, apresentadas em formas tangíveis e intangíveis”.

O segundo conceito proposto pelo autor deste artigo remete a um pensamento mercadológico mais profundo e voltado para o ser humano. Kotler e Keller, sabiamente na última edição do livro Administração de Marketing, propuseram o seguinte conceito mercadológico: “O marketing supre necessidades humanas e sociais […] lucrativamente”.

Sendo o ser humano um ser complexo e infinito nas suas aspirações, “É indispensável que em cada in­divíduo se produza um desmoronamento, uma divisão interior, que se dissolva o que existe e se faça uma renovação […] reflexão Lacaniana, fica evidente a importância das empresas acompanharem este movimento.

Entender as manifestações conscientes e inconscientes do consumidor fornecerá pistas mais claras do que produzir. Enxergar o consumidor como ser humano, é fator crítico de sucesso para ações mercadológicas de sucesso que poderão resultar em maiores lucros e vantagem competitiva para a empresa.Diante desta breve reflexão, pode-se dizer, que o próximo desafio do marketing enquanto ciência, não será tão somente discutir quais os tipos de estratégias de marketing mais adequadas a esse ou aquele mercado/segmento, mas, sobretudo, compreender quais são e serão os anseios atuais e futuros dos seres humanos, antes de enxergá-los apenas como consumidores reais ou potenciais.

Grande abraço,

Leave a Comment (0) ↓