Gerenciando por tendências: Matemática, estatística e conhecimento

Muito se fala em gerenciamento por tendências, mas o que é isso? Vou tentar dar uma resposta bem direta e resumida. Gerenciar por projetos nada mais é do que o uso objetivo e simultâneo de matemática, estatística e conhecimento do ambiente passado e presente do projeto.

Não entrarei no mérito das “fórmulas”, para isso proponho que procurem algo sobre “EVM” (Earned Value Management ou Gerenciamento de Valor Agregado). A parte matemática e estatística do gerenciamento por tendências, nada mais é do que a solução de algumas contas simples (como diria um ex-professor meu, conta de padeiro!) e a análise de métricas em determinada fase do projeto, ou seja, não exige nenhum conhecimento especial. Um bom usuário de excel é capaz de fazê-lo. Então, qual o grande segredo? A resposta é simples: Conhecer o projeto, conhecer o produto do projeto e as circunstâncias na qual ele foi, está sendo e será executado. Por exemplo:

Preciso entregar 10 plantas em 20 dias, faço uma previsão média de 2 dias para executar cada uma delas. Depois de 10 dias descubro que ao invés de 5, conclui apenas 3. Fazendo uma análise matemática afirmo com absoluta certeza que o projeto está atrasado! Mas está? Quais foram as condições que levaram a entrega de 3 plantas e não 5? Essas condições se repetirão? É possível que eu tenha executado as 3 plantas de maior complexidade e agora as outras 7 sejam concluídas nos próximos 10 dias? Após analisar todo o cenário, posso afirmar se o projeto está ou não realmente atrasado ou adiantado.

O grande erro, já observei isso não uma ou duas vezes, mas várias, é basear seu relatório de andamento e desempenho apenas em números, contas. Reconheço que muitas vezes as alta administração não tem tempo para relatórios detalhados, mas essas observações são muito importantes, ou estaremos passando posições erradas e que poderão comprometer completamente o projeto, e pior, quando pode não haver mais “remédio” (à não ser atualizar o curriculum).

Gerenciar por tendências não é adivinhar o futuro, mas sim, se aproximar da realidade, acompanhando todo período de duração do projeto.

Leave a Comment (0) ↓