Diferenças entre Coaching, Mentoring, Counseling e Holomentoring

“Coaching” é uma relação entre alguém que quer e precisa crescer pessoal e profissionalmente encontrando soluções para os seus problemas – o Cliente – e um facilitador treinado – o Coach – cujo papel é levar o Cliente a alcançar os seus objetivos de desenvolvimento.

Pode ser realizado para apenas uma pessoa ou pode ser feito para um grupo de pessoas envolvidas com um propósito comum; pode ser conduzido pelo próprio superior imediato, por técnicos de RH da empresa ou por Consultores Externos. “Mentoring” refere-se a uma relação de duas pessoas, voltada para o desenvolvimento de uma delas: é o “padrinho”, funcionário competente e experimentado que se aplica ao crescimento funcional de um colega que precisa de sua ajuda. Bons exemplos seriam o “trainee” “adotado” por um padrinho e o funcionário recém-admitido que precisa se integrar às coisas da empresa.. “Counseling” – tem como foco a resolução de um aspecto específico de dificuldade pessoal ou profissional, normalmente é exercido por especialistas no assunto, de modo rápido e pontual. Tem como característica principal o “aconselhamento”.

Em certos momentos há necessidade de “Couselling” durante procedimentos de Coaching ou Mentoring? Obviamente que sim, em maior ou menor grau, e muitas vezes o Coach ou Mentor exerce o papel de Counseller. Neste simples exemplo você pode perceber a interdependência e interconectividade do Couselling com as demais metodologias.

Ou então quando o procedimento-foco é de Coaching, nele não está embutido, em forte grau vários aspectos do Mentoring? Obviamente que sim. Lidar com aspectos mais técnicos dos resultados operacionais é 20% do processo, o restante (80%) é ter habilidade de lidar com pessoas, sua motivações, seu comprometimento em equipe etc, o que está fortemente vinculado ao processo de Mentoring. Sempre afirmo em meus cursos e seminários gerenciais que 80% do Coaching é Mentoring, uma vez que você está lidando essencialmente com pessoas, e lidar com esta complexidade das pessoas é por definição Mentoring. Uma metodologia está contida dentro de outra. Todo o modelo se repete, na devida proporção, dentro de cada parte da figura. Para existir uma é necessário existir a outra. Assim também é a Vida, nós só existimos porque todo o Universo existe, e em cada um de nós todo o Universo se faz presente.

O Coaching e Couselling estão num grau de igualdade considerando apenas o campo de abrangência destas atividades dentro de um universo quase infinito de atividades humanas. Estas duas estão englobadas pelo campo maior do Mentoring. Quando este é exercido com mentalidade elevada (mentalidade holístico-sistêmica) expande ainda mais seu campo de abrangência e se transforma naquilo que denominamos de Holomentoring.

Holomentoring: este termo foi cunhado no Instituto Holos, como uma tentativa de superar barreiras e limitações de mentalidade e cosmovisão que encontrávamos junto aos nossos clientes e no mercado em geral.

O Holomentoring tem como foco o próprio Mentoring, mas com dois diferenciais:

a) Holomentoring incorpora em si uma atuação com elevada mentalidade holístico-sistêmica.
b) Quem exerce o Holomentoring procura ativar dentro de si (devido ao seu nível de consciência) uma postura interna amorosa, compassiva e de ajuda incondicional a todas as pessoas durante suas atividades, o que passamos a denominar de Postura Prestadia, termo que emprestamos da Teoria da Organização Humana de A. Rubbo Muller.

Em resumo, o Holomentoring é a forma mais elevada de Mentoring. Entenda-se aqui com clareza a razão disto: muitos profissionais consultores podem exercer as atividades de Coaching, Mentoring e Counselling profundamente presos a uma mentalidade mecanicista, dicotômica, projetiva, racionalizante e assim prejudicam mais do que ajudam. Portanto tivemos o extremo cuidado de chamar a atenção para este crucial aspecto da mentalidade com a qual as metodologias são exercidas.

De um modo geral o Holomentor se propõe a instrumentar seus Mentorados a desenvolverem uma mentalidade holístico-sistêmica, a buscarem se libertar de amarras e servidões mentais, para que possam expandir suas potencialidades, entender e ultrapassar suas crises e impasses vivenciais e relacionais, buscar um sentido profundo de vida e encontrar, assim, o segredo da felicidade do bem viver.

Para que isto aconteça, ele oferece a seus Mentorados um suporte técnico e vivencial, – baseado, entre outras, na Tecnologia de Procedimentos Evolutivos  auxiliando-o a aprender a aprender, a dedicar-se a si mesmo, a seu próprio crescimento e evolução, a avaliar suas condições atuais e refletir sobre o futuro, tanto na carreira profissional, quanto em sua vida pessoal, familiar e social.
O Holomentoring se aplica a empresas e organizações, para atendimentos individuais ou em grupos, inovando e transformando a gestão e o desenvolvimento organizacional.

Em suma:

• Quem aprende o Holomentoring exercerá as outras metodologias com desenvoltura e com elevada mentalidade;

• Todas metodologias tem o mesmo grau de importância e seu uso depende do momento e finalidades a serem obtidas, não há uma melhor e outra pior, o que difere é o grau de abrangência;

• Quando se exerce uma metodologia como foco, se encontrará todas as outras metodologias surgirem neste processo, seja de forma mais explícita ou mais sutil. (O Todo está na parte – o universo é um holograma);

• Compreendendo este processo, cessam as discussões inúteis sobre Coaching e Mentoring, e parte-se para ação concreta independente do rótulo a ser usado;

• Cada profissional se torna um Coach, um Counseller, um Mentor ou Holomentor único, cada um fazendo sempre o seu melhor. Devido a esta “exclusividade”, cada profissional encontrará o cliente que necessita exatamente daquilo que pode oferecer. Portanto, há lugar para todos.

Sugiro que você reflita sobre estes temas e que você elabore suas próprias conclusões.

Em breve, você contará com várias novidades

Leave a Comment (0) ↓