Controladoria aplicada na gestão de estoques e custos

Com o mundo cada vez mais globalizado os clientes estão cada vez mais exigentes e se faz necessário que os produtos tenham custos cada vez mais competitivos, sejam entregues cada vez mais rapidamente aos clientes e cada vez mais tenha um maior valor agregado.

 È importante conhecermos informações que nos permitam responder a questões como: Qual é o nível ótimo de estoque? Qual o do nível de estoque que devo manter para atender os meus clientes? Quais centros de distribuição que devem ser utilizados?

Perguntas como estas devem ser respondidas com segurança e informações corretas. Para a área de estoques podemos utilizar o conceito dos 7C’s (certos) surgido dentro da logística e tem como objetivo maior integrar os processos de negociação e comercialização que visam a atender os clientes, ou seja, o conceito diz que devemos: “Assegurar a disponibilidade do produto certo, na quantidade certa, e na condição certa, no lugar certo, no momento certo, para o cliente certo, ao custo certo”.

O controle dos custos é outro grande segredo da eficiência de uma empresa, pois os custos são medidas monetárias dos sacrifícios despendidos para se atingir um objetivo, sendo assim a coleta destes é de suma importância para os processos de decisão e planejamento da empresa.

Dentro dessa perspectiva podemos destacar quatro situações em que a coleta de dados é muito importante perguntas como: O que vamos fabricar? Quanto irá custar? E por quanto vamos vender?

Essas perguntas são muito importantes para o planejamento e controle de custos, a análise entre real x orçado, procurando sempre ajustar o custo real ao custo orçado, permite mensurar os resultados desses ajustes e assim decidir o que se deve produzir.

Esses processos decisórios requerem da área de Controladoria a elaboração de um Sistema de Informação Gerencial ágil, flexível e compatível para a gestão de custos e estoques das empresas as características destes sistemas é dar suporte às funções de planejamento, controle e organização de uma empresa, fornecendo informações seguras e em tempo certo para tomada de decisão. O sistema de informação gerencial é representado pelo conjunto de subsistemas, visualizados de forma integrada e capaz de gerar informações necessárias ao processo decisório.

Como vimos nos produtos estão contidas parcelas de custos que irão ser estocados para posterior venda, esses custos de produção juntamente com as despesas de manutenção e distribuição dos estoques se não forem bem calculados e administrados, os produtos irão carregar a ineficiência desses processos, e como consequência do não planejamento e controle desses, a empresa não alcançara o seu objetivo maior: o lucro nas operações.

Pedro Paulo Galindo Morales é Graduado em Gestão de Sistemas Produtivos, possui especialização em Controladoria e trabalha na área de Gestão Orçamentária de uma empresa multinacional de Distribuição de Energia Elétrica.

Blog:  www.falandodegestao.wordpress.com
E-Mail: [email protected]

Em breve, você contará com várias novidades

Leave a Comment (0) ↓